Bando de Barro em Bagé

Museu de Bagé recebe novo conjunto escultórico decorativo.

 26 peças em barro ornamentam escadaria que dá acesso à instituição

À noite, peças iluminadas ganham brilho especial Foto: Francisco Bosco / Especial Marina Lopes

Subir os 60 degraus que separam o pórtico de entrada do Museu Dom Diogo de Souza até sua porta principal será uma experiência diferenciada até o final do verão, em Bagé. Principalmente à noite.
Depois de um intercâmbio com o grupo Bando de Barro, reconhecido nacionalmente, ceramistas de Bagé se juntaram com integrantes do grupo de diferentes lugares do Rio Grande do Sul e adornaram cada ânfora da escadaria do museu com uma obra em cerâmica iluminada individualmente. Ao todo, estão na exposição 26 obras.
Rica em matéria-prima, a região de Bagé extrai por dia no mínimo duas toneladas de argila. As mais encontradas no solo da Campanha são as de cores avermelhadas. Com uma produção contínua de obras em cerâmica, dois grupos de ceramistas da cidade passaram por um intercâmbio de técnicas com artistas do Bando de Barro. Um misto de tons, com argila de Bagé, de outros lugares do Estado e de São Paulo pode ser observado a cada degrau da escadaria: terrosos, ocres e nuanças pastel enchem os olhos e ganham destaque com os feixes de luz que saem de dentro de cada peça quando a noite cai e as luzes são acesas.
Articuladora do Bando de Barro em Bagé, Carmen Barros explica que para a exposição no museu não foi definido tema. Além dos 13 artistas bageenses, foram convidados mais 13 ceramistas. O curador da exposição, Rodrigo Nuñez, escolheu o museu como cenário em busca de uma harmonia entre o prédio português repleto de adornos e a rusticidade do barro.
– O conjunto das obras iluminadas à noite com o prédio é encantador. Subir as escadas até o museu é um momento de contemplar o conjunto de obras misturado à belíssima arquitetura do local. E cada obra tem sua característica própria – explica Carmen Barros.

O que é o Bando de Barro:> Coletivo de artistas reconhecido nacionalmente pelo seu pioneirismo na produção de uma manifestação ancestral: o fazer cerâmico.
> Idealizado a partir das convicções de ceramistas de todo o Brasil, o grupo se caracteriza por desenvolver mecanismos próprios de funcionamento (é independente, sem ligação institucional ou política), focado no processo de produção e inclusão artística. Realiza projetos de exposições, oficinas, palestras e demais atividades que venham somar e contribuir para a democratização do acesso à arte e à divulgação da cerâmica. Hoje, o grupo é formado por cerca de cem ceramistas.


Serviço:> Visitação de segunda a sábado, das 14h às 19h, até o final de fevereiro de 2012 (data ainda não definida).

Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/segundo-caderno/noticia/2011/12/museu-de-bage-recebe-novo-conjunto-escultorico-decorativo-3607952.html

Universidade de Passo Fundo recebe o Bando

"Palavras em Rede"
22 de agosto de 2011
19:30 h
Universidade de Passo Fundo / RS


O PROJETO

O Projeto desta exposição está ligado a Programação Paralela da 14ª Jornada de Literatura e 6ª Jornadinha de Literatura, e da comemoração dos seus trinta anos, junto a Universidade de Passo Fundo - UPF na cidade de Passo Fundo, RS. O tema desta Jornada será, Literatura Entre Nós: Redes, Linguagens , Mídias. A abertura do evento será dia 22 de agosto, sessão solene ás 19h30min. As atividades vão de 22 á 26 de agosto de 2011, no Campus da UPF, Passo Fundo RS.

O Bando do Barro estará participando deste evento. Na Programação Paralela com a Exposição “Palavras em Rede”, propondo uma parceria na construção do trabalho coletivo envolvendo artistas, o Bando de Barro, alunos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS e alunos do Curso de Artes da Universidade de Passo Fundo UPF, local do evento.

A exposição será uma grande poesia visual, em homenagem aos trinta anos da Jornada, composta de placas de cerâmica com palavras, letras e pontuações, que no conjunto formarão esse grande texto.Essa poesia ficará em área externa, mas precisamente no jardim, perto da entrada do Evento da 14ª Jornada de Literatura.

O projeto está sendo coordenado por dois artistas âncoras que são Rodrigo Núñez e Luciane Campana Tomasini, que representarão os demais na organização geral e apresentação do projeto a Instituição mantenedora do evento.


PROJETO VISUAL

Da organização dos trabalhos:

- Confeccionar uma placa contento uma palavra de dimensões mínimas de 20X30cm e 3 cm de espessura, ( com ranhuras no verso da placa, para fixação).

-Escolher uma palavra, sílabas, letras e ou pontuação que poderá ser feita com tratamento e caixa de letra da sua escolha. (no conjunto formarão essa grande poesia visual).

- Confirmar participação até dia 28 de maio, escreva seu nome completo, e envie para Luciane Campana pelo email lucampanas@yahoo.com.br .

- Entregar peça até 08 de agosto, no IA de 2011, embalada em plástico bolha, para transportar (Rua Senhor dos Passos, 248. Centro. Porto Alegre/RS CEP: 90020-180)

- O trabalho fará parte do acervo da Universidade de Passo Fundo-UPF.

Obs: As peças que por ventura vierem a quebrar serão retiradas da exposição. Ficando já estabelecida essa regra de participação.

Depois de prontas as placas devem ser entregues na sala de cerâmica do Instituto de Artes.


O que é a Jornada de Literatura

A Jornada de Literatura é um evento que conta com um número bastante elevado de participantes que circulam em todas as atividades. Sendo assim ficará restrita a possibilidade de hospedagem a todos os participantes da exposição. Os hotéis ficam lotados alguns meses antes do evento, e o foco principal é a Literatura. As exposições são parte da programação Paralela, assim durante o evento será oferecida somente uma hospedagem para um dos membros representando o grupo assim, elegemos o artista Rodrigo Núñez, já que a Luciane tem estadia em casa de amigos lá.

Salientamos que a exposição não está vinculada participação das atividades da Jornada, mas quem tiver interesse em fazer essas atividades podem entrar no site e fazer a inscrição, ( http://www.jornadadeliteratura.upf.br/ ).

Obs: não se esqueça de agendar hotel com antecedência.


ATIVIDADES DA JORNADA
-10º Seminário internacional de Pesquisa em Literatura e Patrimônio Cultural.

-3º Encontro Estadual de escritores gaúchos: A Criação Literária em Debate.

-4º Encontro Nacional da Academia Brasileira de Letras.

-2º Encontro Internacional de Contadores de Histórias

-Simpósio Internacional de Literatura Infantil e Juvenil.

- Programação Paralela com Exposições de Artistas Plásticos.

“A Jornada de Literatura de Passo Fundo é realizada a cada dois anos e atrai milhares de interessados do mundo das letras. Em três décadas, firmou-se como um dos mais importantes eventos do País de incentivo à leitura e à escrita, reunindo nomes consagrados e aproximando autores de todo o planeta e leitores em debates e conversas sobre os mais diversos temas referentes à literatura. O número de participantes em uma mesma edição chegou à casa dos 30 mil em 2009 e na somatória de todas as edições, superou 130 mil. A quantidade de escritores que já passaram pelo Circo da Cultura de Passo Fundo atinge a marca de 804, contabilizando também a Jornadinha e os demais eventos paralelos”.
Fonte: http://www.jornadadeliteratura.upf.br/


Novo projeto

O Bando está trabalhando em um novo projeto!

É a exposição "Palavras em Rede" que fará parte da Programação Paralela da 14ª Jornada de Literatura e 6ª Jornadinha de Literatura da Universidade de Passo Fundo no Rio Grande do Sul.

Veja os detalhes na aba "Próxima Exposição".

Curso de Especialização em Cerâmica na FEEVALE

05 de abril de 2011.

Curso coordenado pela Bandoleira Profa. Me. Alexandra Eckert!



O Bando no I Congresso Internacional de Cerâmica da USP

2 de março de 2011.

Assista ao vídeo produzido  por Regina Veiga e Jener Gomes para o I Congresso Internacional de Cerâmica da USP. Contou com a colaboração de Adriana Daccache, Miriam Gomes, Mariana Konrad, Lara Sosa Dias, Silvia do Canto e Rodrigo Núñez.
Bando de Barro: uma experiência coletiva de produção cerâmica

Resumo da apresentação do Rodrigo no encontro: traçar um histórico da formação do Bando de Barro, seus princípios e suas intenções, a partir da análise do contexto de sua criação, de seus participantes e dos eventos criados pelo coletivo, visando abordar questões como:


 - Uma experiência coletiva criadora;

- Relações, tensões e interesses entre o coletivo e suas individualidades (o eu e o nós);

 - A experiência coletiva como construção de conhecimento e sua relação com o ensino na universidade.

"I Encontro Internacional de Ceramistas na USP"

2 de março de 2011.

Abertas as inscrições para o "I Encontro Internacional de Ceramistas na USP", evento que reunirá os principais nomes da cerâmica artística mundial, em São Paulo

Durante quatro dias, artistas internacionais vão mostrar seus processos criativos e de trabalho ao vivo, em tempo real, durante evento pioneiro no Brasil, que coloca em evidência a cerâmica e seu potencial artístico; o encontro acontecerá de 22 a 25 de março de 2011, na Universidade de São Paulo, e as inscrições podem ser feitas até dia 15 de março.

Ceramistas da China, Estados Unidos, Finlândia, Japão, Suíça, Argentina, Brasil e Uruguai estarão reunidos no I Encontro Internacional de Ceramistas na USP, que acontecerá em São Paulo (SP), entre 22 e 25 de março, na Universidade de São Paulo. A programação é aberta para estudantes, artistas, pesquisadores, professores e interessados na Cerâmica Artística, que podem inscrever-se até dia 15 de março. Mais informações, detalhes da programação e inscrições nos sites www.eic-usp.com.br e www.abceram.org.br.

O encontro é pioneiro no País, proporcionando aos participantes a oportunidade de presenciar o processo criativo e técnico dos artistas convidados, que desenvolverão trabalhos ao vivo. Também faz parte da programação a apresentação de palestras e vídeos de ceramistas, universidades internacionais e entidades que promovem a cerâmica artística no Brasil.

O evento tem realização da ECA-USP (Escola De Comunicações e Artes da USP) e seu Departamento de Artes Plásticas, da FAU-USP (Faculdade de Arquitetutura e Urbanismo da USP), da ABC (Associação Brasileira de Cerâmica) e do Grupo de Terra (Grupo de pesquisas em cerâmica coordenado pela prof. Norma Grinberg). A coordenação é das professoras Norma Tenenholz Grinberg (ECA-USP), Cristiane Aun Bertoldi (FAU-USP) e Silvia Noriko Tagusagawa (ECA-USP), com o apoio do CNPq e FAPESP.
  
Esse modelo de encontro tem sido aplicado nos Estados Unidos, Europa e Oriente. A organizadora do evento, a Profa. Dra. Norma Teneholz Grinberg, teve a oportunidade de participar de iniciativas neste formato em Bandol (França) e em Xi’An/Fupin (China). Ela enfatiza que tal experiência vivenciada é fortemente impactante para o trabalho e percepção artística, humana e científica, sendo altamente enriquecedora para a formação de estudantes e profissionais da área.

Promover a troca de informações com artistas de diferentes partes do mundo, abrindo espaço para a discussão, a reflexão e a motivação para a busca de maiores possibilidades na Cerâmica Artística, com vistas a inseri-la no contexto internacional, é um dos principais objetivos do evento.
Fonte: Universia


CONVIDADOS

Cecília Almeida Salles (Brasil)
Graciela Olio (Argentina)
Jackson Li (China)
Jacques Kaufmann (Suíça)
Nathan Lynch (Estados Unidos)
Paschoal Giardullo (Brasil)
Philippe Barde (Suíça)
Rodrigo Núñez (Brasil)
Tapio Yli-Viikari (Finlândia)
Vilma Villaverde (Argentina)
Benedikt Wiertz (Brasil)
Juan Pache (Uruguai)
Toshiyuki Ukeseki (Japão)